13dez/1211

Tchau Sapão!

Um ano em que (quase) tudo deu errado

Há um mês eu escrevi aqui que Norbert Haug estava “patinando” no cargo de diretor-esportivo da Mercedes. Hoje, o escorregão se consumou e ele deixou o posto. Nenhuma surpresa aqui. Apesar da ótima vitória de Nico Rosberg no GP da China, a trajetória vertiginosamente descendente da Mercedes a transformou numa das grandes decepções da temporada - e muito dessa conta caiu nas costas dele, que tinha uma relação um tanto fria com a fábrica do time de Fórmula 1 na Inglaterra. E a derrota na DTM na última corrida, depois de liderar o ano todo, foi dura de engolir para a marca.

A saída de Haug após mais de duas décadas sinaliza também o início de um novo período para a casa de Stuttgart. Chegam Niki Lauda e Lewis Hamilton, com a difícil missão de sintonizar o relacionamento entre os diretores na Alemanha e a fábrica em Brackley. O tricampeão austríaco é um cara direto e aberto a dizer o que deve ser dito para quem quer que seja. Haug era mais político e menos, ou nada razoável.

Me lembro de um episódio ocorrido em 2009, ainda na época de McLaren, logo após o famoso “escândalo da mentira”. Haug convocou um encontro com a imprensa alemã e o que se seguiu não foi uma coletiva, mas ele passando sermão nos jornalistas pela maneira com que o caso foi tratado - com críticas à Hamilton e à McLaren, como aliás fizeram jornalistas do mundo todo. Eu ouvi a gravação e fiquei atônito como ele (que é um ex-jornalista) mandou às favas os conceitos de liberdade de imprensa e imparcialidade com um discurso arrogante e deturpado.

Arrogância, aliás, que era uma de suas marcas. Tem gente que pode ter tido sucesso de sobra na F-1 (Haug era um deles, tem Ron Dennis, Flavio Briatore), mas que acaba deixando o paddock mais arejado quando vão embora. Neste sentido, aufwiedersehen Norbert!

Comentários (11) Trackbacks (0)
  1. Um hora a conta cairia sobre as costas dele. Sempre o achei meio arrogante, quando a Mercedes venceu na China, veio com um discurso todo prepotente, meio que zombando das outras equipes. Mas é só ver o que a Mercedes fez no resto do ano…

  2. Ha ha! Nao sei nada de alemao, e quando vi ‘aufwiedersehen’ pensei, “ja vai tarde”. Google translator: “auf wiedersehen = goodbye” :-!

  3. É, que deu tudo errado pra Haug e pra Mercedes a gente já sabe. O desempenho medíocre, os inúmeros erros cometidos durante a temporada, o episódio da saída de Schumacher, quando esse teve que anunciar a sua própria aposentadoria e agora, depois de 22 anos, uma parceria vencedora é interrompida.

    Olhando por esse lado, é até incrível que eles tenham conseguido uma vitória em 2012.

    Resta saber o que aconteceu pra que uma marca como a Mercedes tenha deixado a situação chegar a esse ponto.

    Esse ano vai ficar na história da marca como uma sombra.

    Re-estruturar uma equipe de F1 não é uma tarefa que se faz sem trabalho ou sem custo (de tempo e dinheiro). Brawn, Lauda e Hamilton terão bastante trabalho pela frente.

  4. prenderam meu coment… libera por favor, ico?

  5. Não sei se Lauda é o cara ideal. Ele fez algo parecido na Jaguar no início dos anos 2000 e não resultou em nada. A mesma Jaguar é hoje a Red Bull. Não precisa dizer mais nada.

  6. BMW,Honda, Mercedes e Toyota. Não é incrível que todas essas grandes montadoras tenham fracassado na F1? Quer dizer, a Mercedes ainda tem fichas pra jogar, mas o que será que acontece com essas companhias que, apesar da estrutura e orçamento, não conseguiram sucesso na categoria?

  7. e põe mais “arejado” nisso Ico………. menos trevas é sempre bom pro ambiente

    abraços

  8. Ico, algum post de análise sobre o fracasso da Mercedes? Li em algum lugar uma declaração do Brawn que eles insistiram mto no sistema de duto em detrimento a outras áreas do carro…confere?

  9. Eu vejo as montadoras assim mesmo. Quando as coisas não dão resultado caça-se bruxa, Acharam o Haug.
    E não me espantaria que se não melhorasse muito no ano que vem, a equipe pedisse o boné. Mesmo com palavra de ficar e tudo.

  10. ENQUANTO ISSO O MALANDRO E MAFIOSO DO BRIATORE FICA DANDO PALPITE E NINGUÉM DIZ NADA. A IMPRENSA NÃO TEM AUTO CRITICA…SÃO SEMPRE OS COITADOS QDO NINGUÉM CORCORDA COM ELA, ICO…LIBERDADE DE EXPRESSÃO MAS SEM EXAGEROS. AFINAL, GRANDES JORNALISTAS FIZERAM COISA PIORES QUE HITLER…


Leave a comment

Sem trackbacks